quinta-feira, 30 de maio de 2013

Sobre as Folhas Secas - Minimalista









Mãe e filho passeiam por um parque em uma manhã cinzenta de outono, quando deparam com um pássaro morto sobre uma pilha de folhas secas. O menino aponta para o pássaro:

-Mãe, o que aconteceu? Por que ele não está voando?

A mãe responde:

-Ele está morto, meu filho. Como estas folhas secas...

O menino olha para as folhas secas, pensa por alguns momentos, e volta a indagar:

-Mãe, quanto tempo dura uma vida?

A mãe suspira, pensativa, elaborando  uma resposta que possa satisfazer a curiosidade da criança:

-Depende, meu filho... uns morrem mais cedo, outros mais tarde... mas o mais natural, é que morramos todos velhinhos, velhinhos, como estas folhas secas.

O menino  pega entre os dedos algumas folhas, e as esmigalha, deixando cair ao solo o pó que se forma. Ao mesmo tempo, olha para a árvore que as deixou cair, e se lembra de que quando eles passam por ali no verão, a árvore está cheia de folhas, e não tem os galhos nus como agora. Olha para a mãe,  limpando das mãos as últimas migalhas do pó de folhas secas e dizendo:

-Você não entendeu minha pergunta, mãe! Eu quero saber quanto tempo dura uma vida!





2 comentários:

  1. Dura o tempo necessário....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. Ah esse menino tão preocupado. A vida dura até onde a alma vivente suporta.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar-me. Adoraria saber sua opinião. Por favor, deixe seu comentário.

AS ESTRELAS QUE EU CONEI Capítulo 13

 CAPÍTULO 13 Achei estranho que o sol parecia nunca se por naquele lugar, e perguntei sobre isso. Imediatamente, começou a escurecer, e lind...